5BEC 01

Na localidade chamada Santo Antônio, pertinho de Porto Velho/RO, o 5º Batalhão de Engenharia de Construção (5º BEC) montou uma grande máquina britadeira, em virtude da existência de muitas pedras nas proximidades... Os operários que trabalhavam na máquina eram civis chefiados por um Sargento de Engenharia.

Dentre os civis havia um gaúcho... Não sei se veio do Rio Grande do Sul, com o 5º BEC, ou se já era morador de Porto Velho. Era também atribuição dos civis fazer escavações na área em busca de blocos de pedra. Nessas incursões pelo subsolo, encontraram um antigo cemitério desconhecido, cujos túmulos estavam tomados de terra e raízes... Todos trabalhando separados, cada um não via o que os outros viam...

Escavando sozinho, o gaúcho encontrou centenas de moedas de ouro de libras esterlinas – o dinheiro inglês – em um desses túmulos. Ele não pretendia contar nada aos outros trabalhadores, mas, como teve que usar a própria calça para dela fazer um saco para as moedas, deu na vista dos outros e foi obrigado a contar o ocorrido...

Isto gerou certo quiproquó, devido à vontade dos outros em ter o achado repartido... Com a negativa do gaúcho o caldo engrossou! O barulho chegou aos ouvidos doSargento Chefe da britadeira que era a favor do rateio... Mas, para evitar seu envolvimento no caso, colocou todos num caminhão e os levou à presença do Cel. Webber – Cmt. do 5º BEC para a solução. Depois de ouvir a todos, o Cmt. “bateu o martelo” em favor do gaúcho... O achado era dele e ninguém tascava!

E, ainda designou um Oficial Intendente para levar o felizardo a uma casa bancária para depositar o ouro!

ISTO ACONTECEU NO ÚLTIMO TRIMESTRE DE 1967

**************************************************

OBS.:Da Coletânea “ANTES QUE A MEMÓRIA SE VÁ” de autoria do Cap. QAV Refm Pedro Eustáquio Frazão COLLARES.

***************************************************