Sainana

Com a visão sentimental voltada para a Amazônia, aquele “Catalineiro” vislumbrou a imagem de dois CATALINAS que conversavam e eles, ao sentirem a sua presença, perguntaram:
          O que está acontecendo com os nossos relacionamentos?
E, receberam a seguinte resposta:
O problema está no fato de nossas vidas, após vocês nos deixarem, terem se tornadas vazias e de não utilizarmos o amor que tínhamos por vocês; trocamos estes sentimentos por sugestões, e, sem objetivos para a evidência dos reais sentimentos de amor, apenas o elencamos em nossas atuações faladas e escritas.
           E o que vocês têm feio para transformar esse vazio? Como vocês pretendem encontrar essa chama sem fumaça?
Esta, por certo, é a pergunta que envolve a todos nós!
Entendamos que o ser humano busca o equilíbrio entre aquilo que considera o seu ideal, em qualquer relacionamento, dentro daquilo que lhe é possível conseguir. O problema é que temos como referência sempre o nosso ideal e acabamos sempre nos lamentando por não encontra-lo e até nos magoando diante daquilo que conseguimos e fugimos das situações reais e concretas.
Assim, todas as nossas ações estão nos levando a um auto-isolamento que cria uma sensação de um vazio, um sentimento frustrante.
Este vazio, ou melhor, estes vazios nos fazem procurar “preenche-los” buscando noticias dos companheiros na internet, outras notícias na televisão, nas tagarelices, com a leitura, justificando o aumento de nossos conhecimentos, mantendo a respeitabilidade entre os companheiros dentro do social, e por ai afora.
Disse um dos CATALINAS, quando ambos se despediam:
           Os problemas da humanidade são reais, mas, possuem soluções. A solução está ao alcance de todos... Especificamente, reconheça a necessidade de todos os seus irmãos como medida para desenvolver ações objetivando resolver os problemas.
Retirando do subconsciente a imagem produzida, respondi:
         – Realmente não há nenhum outro caminho. Cada pessoa é um foco que divide a sua luz com seus irmãos. Vamos apelar para que cada integrante Catalineiro faça brilhar seu foco, iluminando e mostrando o caminho... Todos somos necessários para obter o sucesso Catalineiro! Ninguém é tão pequeno ou jovem que não possa tomar parte neste ou naquele plano criado para salvar e restabelecer o “Mundo Catalineiro”.

******************************************************

Pela relevância do assunto e pela oportunidade do momento para a confraria à qual é dirigido, divulgamos este conteúdo recebido, em 14 Jan. 2016, do Major Especialista em Aviões (Reformado da Aeronáutica) José Ananias Fernandes.

www.catalinasnobrasil.com.br